Destino, Estilo

South Lake Tahoe: como é esquiar em Heavenly

A primeira vez que vi uma foto do Lake Tahoe fiquei embasbacada com a beleza do lugar. Era inverno e o contraste da neve branquinha na montanha com o azul incrível do lago ao fundo não deixou dúvidas de que esse seria mais um destino na minha lista de viagens dos sonhos.

Até que em 2015 apareceu aquela promoção de passagem para passar o Natal e a virada do ano na Califórnia e não pensamos duas vezes: chegou a hora de conhecer esse lugar!

Partimos de São Francisco em uma viagem de cerca de 3 horas. Apesar da previsão de muita neve para aqueles dias, já estávamos dirigindo há mais de 2 horas e nada de neve. O caminho é lindo. A vegetação vai mudando conforme começa a subida da serra. Muitos pinheiros verdes, tudo muito lindo até que uma curva depois: TUDO BRANCO! Imagina um carro com três brasileiros que nunca tinham visto neve na vida. Todo mundo começou a comemorar e tirar fotos! Que paisagem incrível! Os pinheiros estavam branquinhos, bem aquelas imagens de Natal com neve que a gente só vê em filme!

Chegando em South Lake Tahoe, ficamos apaixonados pela cidade. Tudo muito bonitinho, pessoas andando nas ruas curtindo a neve caindo, crianças brincando… E lá estava a montanha, imponente!

Olha a cara de felicidade! hehehe

 

A gôndola que leva até Heavenly Ski Resort, a estação de esqui mais famosa de Lake Tahoe, é bastante central e achamos isso ótimo. Já era um indício de que o carro ficaria sem uso nos próximos dias (e ficou mesmo). Como já estava quase anoitecendo (por volta das 16h), aproveitamos para fazer check in no hotel, alugar todo o equipamento necessário para fazer snowboard, passear pela cidade e jantar.

No dia seguinte, acordamos cedinho, tomamos café na Starbucks (amo rs) e partimos para comprar os tickets. Primeiro erro: compre pela internet, rola uma fila, principalmente nessa época do ano. A gôndola começa a funcionar por volta das 8h30 e o ideal é subir logo nesse horário, pois anoitece cedo e você precisará descer até as 16h.

A gôndola é ótima, toda fechadinha (no frio a gente agradece) e leva mais ou menos 30 minutos até o destino final, que é a estação de esqui. Conforme vai ficando mais alto, a vista fica cada vez mais linda. E lá estava o tão sonhado Lake Tahoe. Impossível não ficar maravilhado com a beleza do lugar!

Existe uma parada no meio do caminho com um deck de observação. Não descemos da gôndola porque isso é mais interessante para quem não vai esquiar ou fazer snowboard (sim, é possível subir apenas para visitar e vale muito a pena em qualquer época do ano). Como a ansiedade era grande para cairmos na neve, nem pensamos duas vezes em seguir viagem!

Chegando lá em cima, achamos que a estação possui bastante estrutura e a paisagem é, de novo, incrível. Pinheiros cobertos de neve, totalmente congelados. Parecia o cenário de Nárnia! E muita, muita neve! Depois ficamos sabendo que aquela foi uma das melhores temporadas em 10 anos. Que sorte!

Com o mapa das pistas em mãos, escolhemos aquelas que gostaríamos de ir e pegamos o lift para a primeira (uma verde, que costuma ser mais fácil). Eu já tinha feito snowboard há muitos anos e não sabia se lembraria de alguma coisa. O Rodrigo nunca tinha tentado. Como ele surfa e anda de skate, achamos que seria mole, mas foi difícil no início para os dois. Por isso, sugiro fortemente que qualquer pessoa faça uma aula antes de tentar sozinho. É muito mais difícil, não justifica economizar esse dinheiro. Você vai cair muitas vezes, ficar todo dolorido, mal conseguir ficar em pé na prancha e ainda correr o risco de se machucar feio. Não façam como a gente e contratem uma aulinha para começar! 😉

Depois que pegamos o jeito, foi incrível deslizar por aquela neve fofinha com uma das vistas mais lindas que já vimos na vida! Cada tombo era uma oportunidade perfeita para contemplar o lago! hehehe

O lago fica super azul quando tem sol, mas a vista é bonita também quando está nublado

Nossos 3 dias em Heavenly foram basicamente iguais: acordamos cedo, tomamos cafá na Starbuks, subimos a montanha e só descemos às 16h. Depois disso, vale uma sopinha ou um chocolate quente para esquentar e dar um tempo no hotel para descansar um pouco. Só não pode perder a hora e sair para jantar depois das 22h porque tudo fecha.

Para quem gosta de informações mais detalhadas, vamos lá:

 

A Estação

Heavenly é uma das estações de esqui mais badaladas dos Estados Unidos. Fica localizada em South Lake Tahoe, bem na divisa entre Califórnia e Nevada e, por isso, é possível esquiar a montanha em ambos os estados. Nós particularmente gostamos mais das pistas que ficam em Nevada.

Ao todo, são 97 pistas e 28 lifts (9 de alta velocidade). Existem poucas pistas verdes para iniciantes, mas é possível aprender mesmo assim nas áreas específicas, como a Big Easy.

A maior parte das pistas é azul (intermediária). Algumas dessas são mais fáceis e outras mais avançadas, não são todas do mesmo nível. Para quem não tem muita experiência, vale consultar algum funcionário da montanha para tirar dúvida antes de subir no lift. Nós amamos a Orion, acabou sendo a pista que mais descemos.

A montanha também possui várias pistas pretas (as mais difíceis), embora não seja a maioria. É possível também esquiar fora de pista (o famoso off-piste), mas isso é para quem realmente tem experiência, pois não há patrulha nesses locais.

Mapa das pistas | Para acessar o mapa completo, clique na imagem.

 

Em 2017, a estação abriu no dia 17 de novembro e, historicamente, fica aberta até o início de abril. Os meses com mais neve são janeiro e fevereiro, mas fomos no final de dezembro e tinha muita neve!

O horário de funcionamento é das 8h30 às 16h aos finais de semana e feriados e das 9h às 16h durante a semana.

Para comprar os tickets direto no site da estação clique aqui. Os preços são bem melhores para quem compra pela internet com certa antecedência, principalmente em caso de passes (a partir de 4 dias).

Para quem não pretende se aventurar fazendo esqui/snowboard, a estação oferece diversas outras atividades como o deck de observação a 2.781 metros de altitude (vista incrível do lago), tubing (uma pista de neve em que é possível descer com bóia), trilhas com raquetes de neve nos pés (para os pés não afundarem na neve), dentre outras. Existem também restaurantes e bares na estação, então é possível passar o dia todo por lá. Clique aqui para descobrir todas essas atividades extras.

Para quem quiser seguir nosso conselho e contratar aula, nesse link é possível agendar online aulas em grupo e particulares (há desconto para quem reserva com antecedência pela internet). Alguns professores falam português.

Vale lembrar que ao redor do Lake Tahoe existem várias outras estações, como Kirkwood, Squaw Valley, Alpine Meadows:

 

Aluguel de Equipamentos

Alugamos nosso equipamento na Powder House, que possui 9 lojas em South Lake Tahoe. É possível alugar pela internet e fazer a retirada nas lojas ou pedir para entregar no hotel. Nós preferimos buscar na loja para experimentar as botas, que precisam estar bem ajustadas aos pés. Achamos o equipamento bom, mas não estava super novinho, poderia ser melhor.

Outra opção é alugar na Rent Skis, que fica na entrada da estação. Vale pesquisar qual loja tem o melhor preço.

Além dessas lojas, existem várias outras no centrinho de South Lake Tahoe. Também é possível alugar em São Francisco, por exemplo, caso você retorne à cidade. Pelo que pesquisamos, é bem mais barato. Por outro lado, se o equipamento quebrar na montanha, acredito que seja mais difícil de resolver/trocar.

Além do próprio equipamento para a prática de esqui/snowboard, é essencial usar:

  • capacete (segurança em primeiro lugar, além de ajudar a manter a cabeça e orelhas aquecidas)
  • goggle (óculos específico, nada de praticar o esporte com óculos de sol normal, é super perigoso e fácil de perder)
  • roupas e luvas impermeáveis (essencial, pois o contato com a neve molha a roupa normal, o que também é super perigoso, já que estamos falando de temperaturas negativas)
  • balaclava (um alívio em baixas temperaturas, especialmente em dias de nevasca)

É possível alugar quase tudo nas lojas.

Duas últimas dicas com relação à vestimenta: alugue ou compre um sapato impermeável e antiderrapante para andar na cidade. É muito fácil escorregar na neve. Além disso, as farmácias vendem um saquinho de carvão ativado para colocar dentro da luva e aquecer as mãos. Adorei saber que isso existe! É super barato e garante mãos quentinhas o dia todo.

 

Como chegar

O aeroporto mais próximo fica em Reno, a 95km de distância de South Lake Tahoe. As outras opções mais comuns são partir de São Francisco e Sacramento, a 303km e 167km de distância, respectivamente.

A forma mais fácil de chegar é alugando um carro, mas cuidado! Dirigir na neve não é fácil e, muitas vezes, o uso de correntes nos pneus é obrigatório. Não deixe de comprar o acessório nos postos de combustível.

A Amtrak possui trens e ônibus que saem desde San Francisco e Sacramento, por exemplo, até Reno. A partir de Reno existe um sistema de transfer da South Tahoe Airporter.

 

Onde ficar

A localização ideal é na própria cidade de South Lake Tahoe (Califórnia) ou em Stateline (Nevada). A estação fica bem próxima à divisa entre os estados então você literalmente pode ficar hospedado em qualquer uma das cidades, que são separadas por uma rua. O legal é que as regras de cada estado são diferentes. Enquanto você não pode beber bebida alcoólica na rua e não há cassinos na Califórnia, atravessando a rua você tem acesso a tudo isso em Nevada.

Stateline possui opções de hospedagem com preço melhor do que a South Lake Tahoe em si.

Se você não ficar hospedado nessa região indicada no mapa abaixo, não será possível se deslocar a pé para passear na cidade e ir à estação de esqui. Se for na alta temporada, será muito difícil estacionar o carro na cidade. Assim, parece que o sistema de transfer público é uma excelente opção (South Lake Tahoe Local Shuttles), mas não sabemos falar com maiores detalhes porque não usamos.

Algumas pessoas acabam ficando em Carson City porque a hospedagem é mais barata. Não achamos que compensa, pois são cerca de 45km de distância. Dirigir essa distância vários dias seguidos, ainda mais depois de esquiar, pode ser bem cansativo. Lembre que estamos falando de inverno e a pista pode estar com neve.

Hospedagem em South Lake Tahoe: quanto mais próximo da entrada principal da gôndola, melhor

 

South Lake Tahoe ainda está nos nossos planos para o verão. Queremos muito conhecer esse lugar lindo de outra forma, podendo curtir o lago e todas as atividades super legais que só podem ser praticadas sem neve, como ciclismo, SUP, caiaque e por aí vai.

Até a próxima viagem!

 

* Foto de capa do post: jcookfisher para Flickr

Comentários