Dicas

OPINIÃO – Tem que ir?

Fernanda Bortolini

Escrito por

Esse post é para reflexão. Nas primeiras viagens que fiz me obriguei a fazer muitos passeios e visitar muitos lugares que não tem absolutamente nada a ver com o que eu gostaria de fazer nas minhas férias. Por exemplo: porque estava em Paris, precisava ir em todos os museus, visitar todas as igrejas, subir em todos os prédios/mirantes possíveis e por aí vai. Só para marcar um “X” naquele ponto turístico que todo mundo vai.

Será mesmo que TEM-QUE-IR?

Será que você precisa passar meses (e, às vezes, até anos) planejando aquela viagem dos sonhos e acabar fazendo aquilo que todo mundo faz, sem buscar o que você realmente gostaria de conhecer naquela cidade nova?

As férias são suas, permita-se fazer o que VOCÊ QUISER. Pouco importa se, na volta, alguém falar: “Como assim você não viu a Monalisa”? Risos…

Não me entendam mal. Também amo conhecer pontos turísticos. Mas, às vezes, pode ser muito mais o seu estilo apenas andar pela cidade, se perder pelas ruas, sem necessariamente riscar todos os pontos turísticos de uma lista qualquer. Permita-se viver nas suas férias! ELAS SÃO SUAS!

O mesmo vale para roteiros super corridos. Existe realmente necessidade de conhecer tantos países e cidades apenas em uma única viagem? Que tal curtir um pouco mais cada lugar, sentar para um piquenique, ler um livro enquanto toma um café, praticar uma atividade física ao ar livre?

Não estou aqui querendo dizer que é errado visitar todos os pontos turísticos ou conhecer o maior número de lugares possíveis nas férias. O post é apenas para reflexão. Se é o estilo de viagem que você curte, vai em frente! Mas se isso, lá no fundo, te incomoda, que tal viver sua viagem do seu jeito, sem se preocupar com a opinião dos outros?

Teve algum lugar que você visitou só porque todo mundo diz que tem-que-ir e não achou nada demais pessoalmente? Conta pra gente aqui embaixo! 🙂

conheça TAMBÉM

Comentários